Pular para o conteúdo

6 de abril de 2015

Brasileiros brilham no exterior

por danielmariani

Na mesma semana, Evandro Barbosa realiza conquista histórica em Mar del Plata e Alexandr Fier retoma a liderança do ranking brasileiro.

Logo após a Copa Latina, alguns brasileiros ficaram na Argentina para disputar o Aberto de Mar del Plata, que reuniu 39 titulados entre os 185 participantes em busca do prêmio de 12 mil pesos (aproximadamente 4 mil reais) – e a viagem rendeu seus frutos.

Nada como um lance após o outro

A Copa Latina teve um final amargo para o MI Evandro Barbosa. Depois de fazer 6.5/8, na última rodada o brasileiro foi derrotado pelo nº 2 da lista, o GM Axel Bachmann, ficando com a 17ª colocação. Em Mar del Plata sua trajetória foi similar: com vitórias sobre os companheiros Roberto Molina e Renato Quintiliano, Evandro chegou à última rodada com 7.5/8 (!) e, como num deja vú, teve que enfrentar o nº 1 da competição – o GM Jorge Cori, campeão da Copa Latina. Jogando com as brancas pelo empate, Evandro não vacilou e clinchou a partida para chegar isolado aos 8 pontos.

mardelplata

O peruano prepara uma tempestade sobre o roque das brancas e Evandro corre para socorrer a ala do rei: 27.Dg3 e após 27…Dh5 28.Be2 Dg6 29.Bf1 Dh5 a posição ainda repetiu mais uma vez e o empate foi acordado.

Embora o torneio aberto tenha estreado em 1960, a primeira edição do Internacional de Mar del Plata remonta aos anos 20 e é conhecido (entre outras coisas) pela vitória compartilhada por Spassky e Fischer, em 1960, e pela popular variante da Índia do rei que carrega o nome do torneio, jogada entre Najdorf e Gligoric em 1953 (1.d4 Nf6 2.c4 g6 3.Nc3 Bg7 4.e4 d6 5.Nf3 0–0 6.Be2 e5 7.0–0 Nc6 8.d5 Ne7). A vitória do MI Evandro associa para sempre seu nome aos grandes jogadores que já batalharam na praia argentina.

mardelplta

Brasileiros se despedem da Argentina

Fier de volta ao topo!

Do outro lado do Atlântico, em Skopje, Macedônia, o GM Alexandr Fier e o MI Yago Santiago disputaram o aberto de Karpos. Assim como Mar del Plata, a cidade de Skopje tem sua marca na história do xadrez: além de sediar a 20ª Olimpíada, em 1972, a cidade da antiga Iugoslávia também foi palco das vitórias de Anatoly Karpov, em 1976, e de Bobby Fischer, em 1967.

fieryago

O fortíssimo torneio contou com 31 GMs e foi vencido pelo sérvio Ivan Ivanisevic, apenas 0.5 à frente do grupo de GMs com 7 pontos – incluindo Fier, que terminou invicto na 6ª colocação. Nas partidas de Fier não faltaram as habituais “florestas escuras” às quais seu jogador favorito, Mikhail Tal, costumava levar seus adversários. A partida contra o GM Tamir Nabaty, pela 6ª rodada, ilustra um pouco disso – embora o empate tenha sido acordado antes que a trilha ficasse estreita demais…

feiro

Com seu estilo selvagem – às vezes chocante – e muita disposição para jogar, Fier alcançou os 2634 no live ratings e enfim retoma o posto de melhor rankeado do Brasil – posto que foi seu por um breve período em 2009, quando atingiu seu maior rating (2653). Aguardamos os próximos desafios na expectativa de voos mais altos – e muita arte sobre o tabuleiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: