Pular para o conteúdo

11 de agosto de 2014

Brasil implacável contra o Canadá

por marcelopomar

O Brasil fez um dos seus melhores confrontos na tarde desta segunda contra o time do Canadá, pela nona rodada da Olimpíada de Tromso, Noruega 2014. O time brasileiro foi implacável, contra um adversário qualificado, e construiu uma expressiva vitória por 3,5:0,5.

Olympiad round 9 396

Em primeiro plano El Debs, no match contra o Canadá

Com esse resultado, o Brasil soma seis vitórias e três derrotas ao longo da competição e ocupa a 31º posição a duas rodadas do fim da competição. Uma condição que permite sonha com o Top15, caso venham duas vitórias na reta final. O emparceiramento da décima rodada foi interessante, já que o Brasil é levemente favorito contra a Eslováquia, e vem embalado por uma boa vitória.

No match de hoje Rafael Leitão voltou a ocupar o primeiro tabuleiro, seguido de Alexandr Fier, Krikor Mekhtarian e Felipe El Debs. O veterano Gilberto Milos descansou.

Rafael Leitão (2649) ½ x ½ Anton Kovalyov (2622)

Coube novamente a Leitão enfrentar o jogador mais ranqueado da equipe canadense. Kovalyov é ucraniano, naturalizado canadense. Antes disso esteve na Argentina, país que defendeu por alguns anos, até realizar sua recente transferência para o Canadá. Trata-se de um jovem promissor, que vem fazendo um torneio bem sólido nesta Olimpíada. Rafael encontrou dificuldades e teve que defender um final levemente inferior, mas manteve a serenidade mesmo nos apuros de tempo e assegurou o meio ponto.

Veja a partida

Eric Hansen (2593) 0 x 1 Alexandr Fier (2570)

Uma verdadeira aventura de xadrez a partida de Fier desta tarde, deixando a torcida com o coração na mão. Numa siciliana Kan, Fier foi destemido o suficiente para sacrificar uma qualidade duvidosa, mas foi favorecido pela ousadia, e soube encontrar os melhores caminhos numa floresta obscura que se tornou o meio jogo. Um partida bem ao estilo do jogador mais agressivo do xadrez brasileiro na atualidade.

Veja a partida

Krikor Mekhitarian (2568) 1 x 0 Bator Sambuev (2528)

Krikor teve uma partida equilibrado, num lento e paciente jogo de manobras posicionais que levou a um final aparentemente igual. Mas foi precisamente no final que o adversário de Krikor jogou e maneira imprecisa, e Krikor soube aproveitar com maestria.

Veja a partida

Aman Hambleton (2458) 0 x 1 Felipe El Debs (2520)

O adversário de El Debs optou por um desenvolvimento um tanto quanto exótico na abertura, e o preto foi conseguindo igualar e logo assumir a iniciativa. No meio jogo, a estrutura de peões na ala do rei, já bastante debilidade por iniciativa do próprio condutor das brancas, levou a uma conclusão tática para a partida, bem conduzida por El Debs. Boa vitória!

Veja a partida

Amanhã contra a Eslováquia a partir das 09h.

Acompanhe ao vivo aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: