Pular para o conteúdo

9 de agosto de 2014

Brasil vence e enfrenta Sri Lanka na 7ª rodada

por danielmariani

Pela 6ª rodada da Olimpíada em Tromso, a equipe feminina do Brasil enfrentou a IBCA – Associação Internacional de Xadrez Braile. Apesar do inesperado revés no 3º tabuleiro, as meninas venceram o match e subiram para a 69ª posição.

Vanessa Feliciano (2226) x Lubov Zsiltzova-Lisenko (2262)

Com as brancas, a campeã brasileira empregou a variante Rossolimo contra a Siciliana da ucraniana (1.e4 c5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5) e assumiu a iniciativa do começo ao fim. Já no lance 9 Vanessa sinalizava a tempestade sobre o roque preto com f4-f5.

fem601

Brancas jogam

A tentativa de contra-jogo no centro não foi suficiente para incomodar Vanessa. Após 14.e5 Bc6 15.Dh3 Cd5 16.Cf3 (ameaçando 17.Cg5) 16…gf5 17.Bh6! o ataque das brancas é muito forte e as pretas não tem contra-jogo à altura.

fem602

Brancas jogam

O esforço defensivo da ucraniana criou novas debilidades e as peças brancas estão prontas para começar o assalto: 23.Ce6! Tf7 24.Cf4 Cf4 25.Bf7 Bf3 26.gf3 (ameaçando 27.ef6 e 27.Be8) 26…Dc6 27.Df4 as brancas tem peça a mais e a coluna ‘g’ servirá para incluir a Ta1 no ataque. As pretas abandonaram 2 lances depois.

Anna Stolarczyk (1994) x Joara Chaves (2029)

Partindo de uma índia do rei com 5.h3, Joara conseguiu posição satisfatória para o meio-jogo, mas do lance 20 em diante suas perspectivas já não eram muito felizes.

fem603

Brancas jogam

21.Cg6! Tg6 22.Bh6 e as debilidades na ala do rei, mais sensíveis pela ausência do bispo de casas pretas, não são suficientemente compensadas pelo contra-jogo na coluna ‘g’.

Brancas jogam

Brancas jogam

Anna seguiu com 27.Be5 de5 28.De5 Dh4 e as Joara conservou algum contra-jogo, eventualmente ganhando uma torre desprotegida. Ao invés do lance da partida, 27.Te5! seria muito mais perigoso: 27…de5 28.Be5 trocando a Te1 pela Tg7 e assim aliviando a pressão na coluna ‘g’. As brancas ganham tempo para melhorar sua posição e podem capturar em g7 quando julgarem conveniente.

Regina Ribeiro (2000) x Teresa Debowska (1708)

A partida sinalizava um ponto fácil no match depois que Debowksa pendurou um peão no lance 11:

fem605

Pretas jogam

11…h6? 12.Cd5 Dd8 13.Cf6 Bf6 14.Bh6 e as brancas ganharam um peão sem qualquer compensação para as pretas.

Brancas jogam

Brancas jogam

Aqui a WMI brasileira uma sequência de erros que culminou na perda de uma peça: 21.h4?! (o plano correto envolvia deixar o bispo em f3 e, com a torre liberada da defesa de e2, trocar o bispo em d4, enfraquecendo d6) 21…Bf5 22.Da4?? (melhor seria 22.Db3) 22…a6? (22…Bg3!) 23.Bd6 c5 24.Db3 a5 25.Bd5?? (era necessário 25.a4, com vantagem).

fem607

Pretas jogam

25…a4! 26.Df3 (26.Db5 Bd7 e a dama está presa) 26…Ta6 ganhando o bispo. Regina ainda ofereceu luta por vários lances, mas a vantagem conquistada pelas pretas acabou prevalencendo.

Irina Zarubinskaya (1812) x Suzana Chang (1991)

Suzana jogou uma siciliana Sveshnikov não muito polêmica e após trocar as damas em g5 alcançou posição inferior porém sólida. As brancas não se esforçaram muito em buscar rupturas e a partida acabou empatada por repetição no lance 30.

As brasileiras enfrentam a equipe do Sri Lanka amanhã, na condição de favoritas. Acompanhe a transmissão ao vivo a partir das 9h.

[PGN]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: